Tratamento do Transtorno Obsessivo-Compulsivo

A maior dificuldade para o tratamento do TOC está, exatamente, em convencer o paciente que o que ele sente é uma doença.
| Tratamentos | Obsessões-Compulsões |


O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) era considerado, até pouco tempo, uma doença rara, pois se levava em conta no estabelecimento de estimativas de sua incidência ou prevalência o pequeno número de pacientes que procuravam atendimento especializado. Hoje em dia, a procura ao tratamento especializado mudou esses índices significativamente.

Jenicke (1990) calculou que ao redor de 10% de todos os pacientes que ingressam numa clínica privada de psiquiatria apresentavam sintomas obsessivo-compulsivos importantes.

A incidência do TOC é maior em pessoas com conflitos conjugais, divorciados, separados e desempregados. É maior também nos familiares de 1º grau (3 a 7%) de portadores de TOC, é igual entre homens e mulheres e um pouco maior em adolescentes masculinos (75%). O início da doença se dá em torno dos 20 anos, mas não é incomum em crianças.

O TOC é freqüentemente complicado por outros transtornos psiquiátricos, chamados de transtornos co-mórbidos, como por exemplo, o tique nervoso, transtornos depressivos, transtorno ansioso ou mesmo a esquizofrenia. Quando isso acontece há necessidade de tratamento psiquiátrico adicional e que tenha efeito terapêutico sobre o TOC e sobre o transtorno co-mórbido.

Alguns autores recomendam a monoterapia (um só medicamento) quando o TOC é patologia única e a combinação cuidadosa de diferentes terapias apropriadas quando existem condições co-mórbidas.

A maior dificuldade para o tratamento do TOC está, exatamente, em convencer o paciente que o que ele sente é uma doença (que existe em outras pessoas) e que é possível tratá-la. A grande maioria desses pacientes tem constrangimento em relatar seus sintomas à outras pessoas, incluindo aos médicos, com medo de que pensem que ele é "louco" (Veja Transtorno Obsessivo-Compulsivo )

A terapia comportamental associada à farmacoterapia são consideradas hoje as primeiras opções de tratamento. Foi a resposta parcial aos psicofármacos que nos recomenda a associação de farmacoterapia com terapia comportamental como tratamento de escolha para os sintomas obsessivo-compulsivos. Felizmente, na maioria das vezes essa associação terapia-farmacologia consegue atenuar ou eliminar completamente os sintomas.

Um grande número de substâncias já foram experimentadas no tratamento do TOC, porém, parece haver um consensos, hoje, de que as drogas inibidoras da recaptação da serotonina, como é o caso da clomipramina (Anafranil®), fluvoxamina (Luvox®), fluoxetina (Prozac®), sertralina (Zoloft®), paroxetina (Cebrilim®), e mais recentemente, o citalopram (Cipramil®), são bastante eficazes na redução dos sintomas.

Por outro lado, infelizmente, mesmo depois do advento dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS), muitas vezes a melhora do quadro é acanhada ou nula. Apenas 20% dos pacientes ficam inteiramente livres dos sintomas, quando tratados com a farmacoterapia isoladamente e, entre 40 a 60 % obtêm benefícios parciais e variados (Goodman et al.,1992). Essa resposta tímida aos ISRS nos leva a pensar que outros sistemas neuroquímicos possam estar envolvidos, além do serotonérgico.

Na prática, principalmente na prática da saúde pública de nosso país, nem sempre os pacientes estão em condições de procurar uma terapia comportamental. Nesses casos a farmacoterapia costuma ser introduzida inicialmente. Para muitos casos essa poderá ser a única terapia ao alcance do paciente.

Antidepressivos
O tratamento antidepressivos é, preferentemente, a terapia farmacológica do TOC, principalmente quando não há co-morbidade com outro transtorno mental. Deve se iniciar com a monoterapia (um só medicamento).

1 - Clomipramina
Vários estudos têm mostrado a eficácia da Clomipramina (Clo®, Anafranil®) no TOC. Numa amostra de 520 pacientes com TOC submetidos a estudo duplo-cego (clomipramina versus placebo), a redução média dos sintomas em 12 semanas variou de 38% a 44% entre aqueles que usaram clomipramina (Clo®, Anafranil®), contra 3 e 5% no grupo que usou o placebo. As doses foram de 75 até 300 mg de clomipramina por dia, sendo de 150 a 200 mg/dia a dose usada pela maioria.

Entretanto, em virtude dos efeitos colaterais da clomipramina, notadamente os efeitos anticolinérgicos (boca seca, intestinos presos, dificuldade de acomodação visual, ganho de peso) e a sedação, essa droga tem sido progressivamente substituída por outros antidepressivos, normalmente pelos inibidores seletivos da recaptação da serotonina.

Alguns autores recomendam o uso da clomipramina (Clo®, Anafranil®) sob a forma injetável em pacientes mais refratários (Fallon, Koran). Em um estudo mais recente, duplo cego, Koran e seus colegas (1997) compararam a clomipramina (Clo®, Anafranil®) administrada por via endovenosa com a administrada por via oral e verificaram que os pacientes que receberam a medicação por via endovenosa tiveram uma resposta mais rápida que os demais. Observaram ainda que dois pacientes que não haviam respondido à clomipramina (Clo®, Anafranil®) oral apresentaram uma redução dos sintomas quando administrada endovenosamente. Esta é, no entanto, uma estratégia considerada ainda experimental e recomendada apenas para pacientes refratários, ou em situações em que se deseja uma resposta mais rápida..

2 - Fluoxetina
Estudos mais recentes têm demonstrado que a Fluoxetina (Prozac®, Verotina®, Daforim®, Eufor®, Nortec®, Deprax®), um antidepressivo Inibidor Seletivo da Recaptação da Serotonina, é eficaz no tratamento dos sintomas obsessivo-compulsivos. Estes estudos recomendam doses que variam de 20 a 60 mg podendo chegar até 80 mg. Um estudo mostrou que doses de 20 mg/dia, 40 mg/dia ou 60 mg/dia são efetivas, tendo ainda observado uma tendência de os resultados serem levemente mais favoráveis com a dose de 60 mg/dia.

Jenike e Pigott, pesquisando separadamente, compararam a eficácia da clomipramina (Clo®, Anafranil®) e da Fluoxetina, concluindo que ambas as drogas eram eficazes, embora a clomipramina tivesse um efeito um pouco maior do que a Fluoxetina, apesar dos efeitos colaterais.

3 - Sertralina
A sertralina (Zoloft®, Tolvon®, Novativ®, Serenata®, Assert®), é também um antidepressivo ISRS e tem sua eficácia sido estudada no TOC. Observam-se diferenças significativas na redução dos sintomas obsessivos entre os resultados observados com o uso de sertralina, em doses de até 200 mg/dia, em comparação com placebo.

Outros estudos, mais recentes, também têm mostrado que a sertralina é efetiva no controle dos sintomas do TOC e alguns autores não encontraram diferenças significativas de resultados em várias doses utilizadas (50, 100 e 200 mg/dia).

A sertralina e a clomipramina foram comparadas em um estudo multicêntrico e os resultados foram levemente mais favoráveis para a sertralina, tanto no que se refere à redução dos sintomas, quanto em relação aos efeitos colaterais e número de abandonos do tratamento (Bisserbe).

Recomenda-se que se inicie o tratamento monoterápico com sertralina na dose de 50 a 100 mg/dia. Caso haja necessidade de aumento da dose, esta poderá ser depois de 4 semanas.

4 - Paroxetina
Outro antidepressivo inibidor da recaptação da serotonina, a Paroxetina (Aropax®, Pondera®, Cebrilim®, Benepax®) tem se revelado efetiva no TOC, e foi recentemente aprovada pelo FDA (norte americano) para essa indicação. Alguns estudos concluem que a paroxetina é tão eficaz quanto a clomipramina (Clo®, Anafranil®) no tratamento do TOC com doses que variaram de 20 a 60 mg/dia, comparável a 50 a 250 mg/dia de clomipramina.

5 - Fluvoxamina
A fluvoxamina (Luvox®) é um antidepressivo inibidor da recaptação da serotonina. É uma das mais recentes aquisições para o tratamento do TOC. Tem sido extensivamente estudada em ensaios clínicos abertos e em estudos duplo-cegos controlados em outros países já há algum tempo. A fluvoxamina tem se revelado eficaz para o TOC em doses que variam de 100 a 300 mg/dia.

Na comparação da fluvoxamina com a clomipramina, os resultados foram semelhantes, embora, como já se sabia, os efeitos colaterais foram diferentes. A fluvoxamina provocou menos hipotensão ortostática, menos boca seca, mais insônia, nervosismo e dispepsia que a clomipramina (Freemann, Koran).

6 -Citalopram
Com eficácia muito parecida à outros ISRS, o citalopram (Cipramil®, Procimax®, Citta®) tem sido indicado também para o tratamento do TOC. Estudos comparativos verificaram que a eficácia do citalopram é semelhante à da paroxetina e a da clomipramina. A comparação da eficácia entre a clomipramina, Paroxetina e Citalopram não parece mostrar diferenças significativas entre as três drogas.

Manejo Clínico
Normalmente a obtenção de melhora dos sintomas tende a ser mais demorado do que no tratamento da depressão. Essa melhora costuma ocorrer entre 4 e 12 semanas. Tendo em vista esse período de latência para a melhora, recomenda-se utilizar o medicamento por três meses, pelo menos, para concluir se o paciente poderá se beneficiar ou não do tratamento.

Em geral, as doses utilizadas para o tratamento do TOC costumam ser mais elevadas do que as doses usadas na depressão. Vejamos abaixo:

Clomipramina: 100 a 300mg/dia média: 200mg/dia
Fluvoxamina: 100 a 300mg/dia média: 200mg/dia
Fluoxetina: 20 a 80mg/dia média: 50mg/dia
Sertralina: 50 a 200mg/dia média: 150mg/dia
Paroxetina: 20 a 60mg/dia média: 50mg/dia

Evolução do Tratamento
A resposta terapêutica, quando há, é paulatina e gradual, podendo ser progressiva ao longo do tempo de tratamento (vários meses). Na Depressão ou no Pânico essa resposta costuma ser mais abrupta. Como dissemos no início, apenas 20% dos pacientes, em média, referem o desaparecimento total dos sintomas, mas a maioria obtêm uma redução variável dos sintomas.

Além da acanhada resposta terapêutica na maioria dos casos, também as recidivas são freqüentes. A expressiva maioria dos pacientes apresenta recaída dos sintomas dentro de 3 a 4 meses após a suspensão da droga. Aparentemente, as recaídas ocorrem em maior porcentagem nos casos submetidos à terapia medicamentosa exclusiva, do que a que quando a farmacoterapia é associada à terapia comportamental.

Tendo em vista os altos índices de recaída há necessidade, quase imperiosa, da continuidade do tratamento sob a forma de manutenção. Embora não existam estudos controlados sobre a eficácia e eficiência dos antidepressivos ISRS no tratamento de manutenção do TOC, esta é uma prática muito adotada. Pelo menos é consensual que a associando de terapia comportamental com a farmacoterapia pode ocasionar menos recaídas.

Para o tratamento de manutenção, depois de desaparecidos os sintomas-obsessivos compulsivos, normalmente não há necessidade de manter a mesma doses utilizadas durante a fase aguda da doença. Estudos mostram que a manutenção pode ser eficiente mesmo usando apenas a metade da dose usada na fase inicial do TOC.

Nos casos com boa evolução, onde há remissão completa dos sintomas (bom prognóstico), recomenda-se manter o tratamento de manutenção por pelo menos durante um ano. Por ocasião da retirada do antidepressivo, esta deve ser gradual, ao longo de 3-4 meses. Em pacientes que já tiveram 3 ou 4 recaídas (mau prognóstico), considera-se a possibilidade de tratamento de manutenção por períodos bem maiores ou, talvez, por toda a vida.

Paciente Refratário
Se após 8 semanas (2 meses) de tratamento com antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina, seletivos ou não e em doses adequadas, os sintomas persistirem podemos classificar esse paciente de refratário. Pode-se, nesses casos, aumentar as doses diárias, substituir o medicamento, potencializá-lo com outras drogas, combinar mais de um medicamento ou, finalmente, avaliar-se a possibilidade de neurocirurgia. Essas opções devem ser adotadas nesta mesma ordem.

Tendo em vista a adaptação pessoal aos medicamentos e a timidez das respostas terapêuticas, pode-se fazer uma nova tentativa com uma segunda droga, sendo interessante a troca de ISRS pela clomipramina (Clo®, Anafranil®) e vice-versa.

Hoje em dia tem sido muito usado a potencialização do antidepressivo ou a associação do mesmo, tanto em pacientes com TOC pura, quanto na presença de co-morbidade com outros transtornos emocionais. Isso se dá potencializando a função serotoninérgica do antidepressivo, associando-o com drogas dopaminérgica (que aumentam a dopamina) ou outras combinações.

Triptofano
O Triptofano é um aminoácido precursor da serotonina e sua associação aos antidepressivos que visam aumentar esse neurotransmissor pode provocar um aumento de sua função. Conseqüentemente, o efeito terapêutico pode ser melhor obtido. Entretanto essa prática tem despertado considerações contraditórias entre os autores. O Triptofano (L-Triptofano) pode ser manipulado e ministrado em doses de 150 a 300 mg/dia.

Clonazepam (Rivotril®, Clonotril®)
Alguns autores mais animados chegam a considerar o clonazepam, um benzodiazepínico, tão efetivo quanto a clomipramina no tratamento do TOC, mesmo quando utilizado de forma isolada. Esse benzodiazepínico pode ser utilizado em monoterapia como uma alternativa aos antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina (ISRS), quando estes estiverem contra-indicados por algum motivo. Podem ainda ser associados aos ISRS, principalmente quando há severo componente ansioso ou insônia no TOC.

O clonazepam é um benzodiazepínico utilizado como anticonvulsivante e nos transtornos de ansiedade. Parece haver alguma evidência que essa substância possa ter alguma ação sobre o sistema serotonérgico.

A opção da combinação do clonazepam com antidepressivos também tem sido útil quando sintomas de pânico se associam ao TOC. Há potencialização dos sedativos do clonazepam quando associado à clomipramina. Associado à fluoxetina o clonazepam pode minimizar a ansiedade e a insônia eventualmente produzidas por esse antidepressivo

As doses de clonazepam variam de 1 a 5 mg por dia. Deve-se usar pelo menos durante 4 semanas para avaliar melhor seus efeitos. Há, não obstante, algum risco de dependência quando o tratamento é mais prolongado.

Risperidona (Risperdal®)
Alguns estudos mostram que a risperidona pode ser útil no tratamento do TOC refratário aos antidepressivos. Farmacologicamente, a risperidona (Risperdal®) é um antipsicótico, bloqueador dos receptores serotoninérgicos 5HT2 e dos receptores a1, a2 adrenérgicos, H1 e D2. Em doses baixas e médias a risperidona tem se mostrado eficiente no tratamento de Tiques em adultos e crianças, Tricotilomania (arrancar cabelos), Síndrome de Gilles de la Tourette e de alguns casos de TOC.

Outros Neurolépticos
De modo geral, os neurolépticos, incluindo-se a Risperidona (já comentada) e a clozapina (Leponex®), o haloperidol (Haldol®) e o pimozide (Orap®) não costumam ser ineficazes para o tratamento do TOC quando utilizados isoladamente. Não obstante, eles têm sido utilizados associados aos antidepressivos em pacientes refratários.

Podem se beneficiar também dessa associação antidepressivos-neurolépticos os pacientes que apresentam, conjuntamente, estados psicopatológicos co-mórbidos, como por exemplo, os tiques, tricotilomania, personalidade esquizotípica, esquizóide ou paranóide e transtorno do corpo dismórfico.

Neurolépticos associados à clomipramina podem determinar um aumento dos efeitos anticolinérgicos e do risco de discinesia tardia. Com a Fluoxetina pode aumentar o risco de acatisia.

Lítio (Carbolitium®)
A adição do Lítio aos antidepressivos estaria indicada quando o TOC aparece em co-morbidade com estados depressivos mais graves ou quando o componente depressivo está refratário ao tratamento convencional.

Em alguns casos o Lítio parece ter aumentado o efeito anti-obsessivo de alguns antidepressivos, como é o caso da fluoxetina (Prozac®, Verotina®, Daforim®, Eufor®, Nortec®, Deprax®, Fluxene®), Fluvoxamina (Luvox®) e clomipramina (Anafranil®). Isoladamente não se comprova a eficácia do lítio no TOC (veja Litioterapia).

 

 

Ballone GJ - Tratamento do Transtorno Obsessivo-Compulsivo - in. PsiqWeb Internet, disponível em www.psiqweb.med.br, revisto em 2005

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. BISSERBE JC, LANE R, FLAMENT MF
et al. Double blind comparison of sertraline and clomipramine in patients with obsessive-compulsive disorder. Eur Psychiatry, 12(2):82-93,1997.

2. CHOUINARD G, GOODMAN W, GREIST J et al. Results of a double- blind placebo controlled trial of a new serotonin uptake inhibitor, sertraline, in the treatment of obsessive-compulsive disorder. Psychopharmacology Bull, 26:279-284,1990.

3. FALLON BA, CAMPEAS R , SCHNEIER FR et al. Open trial of intravenous clomipramine in five treatment-refractory patients with obsessive-compulsive disorder. Journal of Neuropsychiatry Clin Neurosci, 4:70-75,1992.

4. FREEMAN CPL, TRIMBLE MR, DEAKIN JFW et al. Fluvoxamine versus clomipramine in the treatment of obsessive-compulsive disorder: a multicenter randomized, double-blind, parallel group comparison. J Clin Psychiatry, 55:301-305,1994.

5. GOODMAN WK, McDOUGLE CJ, PRICE LH. Pharmacotherapy of obsessive- compulsive disorder. J Clin Psychiatry, 53: (suppl.) 29-37, 1992.

6. JENIKE MA, BAER L, GREIST JH. Clomipramine versus fluoxetine in obsessive- compulsive disorder: a retrospective comparison of side effects and efficacy. J Clin Psychopharmacol, 10:122-124, 1990.

7. MUNDO E, BIANCHI L, BELLODI L. Efficacy of fluvoxamine, paroxetine and citalopram in the treatment of obsessive-compulsive disorder: a single-blind study. J Clin Psychopharmacol, 17:267-271, 1997.

8. MUNDO E, BAREGGI SR, PIROLA R et al. Long-term pharmacotherapy of obsessive- compulsive disorder: a double blind controlled study. J Clin Psychopharmacol, 17(1):410, 1997.

9. PIGOTT TA, PATO MT, BERNSTEIN SE et al. Controlled comparisons of clomipramine and fluoxetine in the treatment of obsessive-compulsive disorder. Arch Gen. Psychiatry, 47:926-932,1990.

10. RASMUSSEN AS. Lithium and tryptophan augmentation in clomipramine resistant obsessive-compulsive disorder. Am J Psychiatry, 141:1283-1285, 1984.




Busca




NEWSLETTER
Receba os boletins informativos do PsiqWeb no seu e-mail

O TOC na história
São incontáveis os personágens conhecidos da história que eram portadores de TOC. Segundo consta, Charles Darwin, o criador da Teoria da Evolução, tinha clássicos sintomas obsessivos, envolvendo ordem e colecionismo. Aliás o mundo tem muito a agradecer a capacidade obsessiva de organização dos pacientes portadores de TOC.

Howard Hughes, o famoso milionário americano (filme Aviator), um dos pioneiros magnatas da indústria aeronáutica, tinha sérios rituais obsessivos-compulsivos cujo tema éra limpeza e contaminação, os mesmo sintomas do cantor Michael Jackson.
_________________

Orientações para portadores de TOC
A Associação de Portadores de Síndrome de Tourette, Tiques e Transtorno Obsessivo-Compulsivo, através de seu site, traz importantíssimas orientações para portadores de TOC. Veja alguns trechos:

"Se você ou uma pessoa de quem você gosta foi diagnosticada com Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), talvez a sua impressão é de que você seja a única pessoa a enfrentar as dificuldades dessa doença. Mas você não está sozinho. Nos Estados Unidos, um em cada 50 adultos é atualmente portador de TOC e duas vezes esse número já sofreu da doença em algum momento de sua vida.

Felizmente, existem agora tratamentos para esse transtorno que são muito eficazes e ajudam a recuperar uma qualidade de vida mais satisfatória. Eis aqui algumas das respostas às perguntas mais freqüentemente feitas sobre o Transtorno Obsessivo-Compulsivo.

.............. O TOC pode começar em qualquer momento, desde a idade pré-escolar até a adulta (normalmente por volta dos 40 anos). De um terço à metade dos adultos com TOC relatam que o início se deu durante a infância. Infelizmente, o TOC passa despercebido com muita freqüência. Em média, as pessoas com TOC consultam 3 a 4 médicos e passam 9 anos à procura de tratamento, antes de receberem o diagnóstico correto. Os estudos comprovaram ainda que transcorrem em média 17 anos, desde o momento em que se instala o TOC até que as pessoas consigam tratamento adequado.

O TOC tende a ser sub-diagnosticado e sub-tratado por diversos motivos. As pessoas com TOC podem manter segredo sobre seus sintomas ou carecer de insight sobre sua doença. Nos serviços médicos, muitos não estão familiarizados com os sintomas e não estão treinados para dar o tratamento adequado. Algumas pessoas não têm acesso aos recursos de tratamento. Isso é uma pena, pois o diagnóstico precoce e o tratamento adequado, inclusive a prescrição dos medicamentos corretos, podem ajudar as pessoas a evitar o sofrimento associado ao TOC e diminuir o risco de desenvolverem outros problemas, tais como a depressão ou problemas conjugais ou de trabalho......

COMO É TRATADO O TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO?
O primeiro passo no tratamento do TOC é instruir o paciente e sua família quanto ao TOC e seu tratamento como doença médica. Nos últimos 20 anos, foram desenvolvidos dois tratamentos eficazes para o TOC: a psicoterapia cognitiva-comportamental (CBT) e a medicação com um inibidor de reabsorção de serotonina (SRI).

Estágios do Tratamento
Fase aguda: o tratamento destina-se a dar um fim ao episódio atual do TOC.
Tratamento de manutenção: o tratamento destina-se a prevenir futuros episódios de TOC.

Componentes do Tratamento
Educação: Este ponto é crucial para ajudar os pacientes e a família a aprenderem melhor como lidar com o TOC e prevenir suas complicações.

Psicoterapia: A psicoterapia comportamental-cognitiva (CBT) é o elemento chave no tratamento da maioria dos pacientes com TOC.

Medicação: A medicação com o inibidor de reabsorção de serotonina (SRI) é de grande utilidade para muitos pacientes. ...........

O que podem fazer a família e os amigos para ajudar?
Muitas pessoas da família se sentem frustradas e confusas perante os sintomas do TOC. Não sabem como ajudar. Se você tem alguém na família, ou um amigo com TOC, a sua tarefa primeira e mais importante é aprender o máximo possível sobre o transtorno, suas causas, seu tratamento.

Ao mesmo tempo, deve se certificar que a pessoa com o TOC tem acesso às informações sobre a doença. .........

Ajudar o doente a compreender que existem tratamentos úteis já é um grande passo em direção à sua recuperação. Quando uma pessoa com TOC se recusa a receber tratamento, a família se vê em dificuldades. Continue oferecendo material educativo. Em alguns casos, pode ser útil fazer uma reunião de família e discutir o problema, como se faz quando existe um problema de alcoolismo e a pessoa não quer se tratar.

Os problemas familiares não provocam TOC, mas a maneira das famílias reagirem aos sintomas poderá afetar o curso da doença, assim como os sintomas podem provocar grandes perturbações e problemas na família. Os rituais de TOC podem acorrentar sem piedade os membros da família, e às vezes é necessário que todos acompanhem o paciente na psicoterapia.

O terapeuta pode ajudar os membros da família a aprenderem como se desvencilhar dos rituais, passo a passo e com o consentimento do paciente. Uma interrupção abrupta da participação nos rituais do TOC, sem o consentimento do paciente, rara vez ajuda, uma vez que nem o paciente nem a família sabem como lidar com a angústia decorrente do fato.

A recusa em participar dos rituais não ajuda os que apresentam sintomas ocultos e, o que é mais importante, não ajuda o paciente a aprender uma estratégia de vida, para lidar com seus sintomas de TOC a longo prazo.

Comentários negativos, ou crítica dos familiares, em geral pioram o quadro do TOC, ao passo que uma família calma, que demonstra apoio, pode ajudar no resultado final do tratamento. Se a pessoa considerar suas opiniões como uma interferência, lembre-se que é a doença falando.

Procure ser o mais gentil e paciente possível, pois é a melhor maneira de ajudar a pessoa a se livrar dos sintomas de TOC.

Dizer a uma pessoa que deve parar como seu comportamento compulsivo não ajuda e só faz a pessoa se sentir pior, porque não consegue. Ao invés disso, elogie qualquer tentativa de opor resistência ao TOC, focalizando sua atenção nos possíveis elementos positivos da vida da pessoa. Evite expectativas muito altas ou muito baixas.

Não force. Lembre-se que ninguém detesta mais o TOC do que a pessoa que tem o transtorno. Trate a pessoa normalmente, depois de recuperada, mas fique atento para os sinais de recaída. Se a doença estiver voltando, você poderá perceber isso antes que o próprio doente. Assinale os sintomas de maneira sutil e sugira uma conversa com o médico. Mas aprenda a diferenciar um dia ruim de um episódio de TOC. É importante não atribuir ao TOC tudo o que acontece de errado.

Os familiares podem ajudar o clínico no tratamento do paciente. Quando o doente estiver em tratamento, converse com o médico, se possível. Ofereça-se para visitar o médico junto com o paciente, para compartilhar suas opiniões sobre o andamento do tratamento.

Encoraje o paciente a se manter fiel à medicação e/ou à psicoterapia. No entanto, se o paciente já estiver sob tratamento por um longo período sem apresentar grandes melhoras nos sintomas, ou sente efeitos colaterais perturbadores, encoraje-o a procurar o médico para obter outro tratamento, ou a procurar uma segunda opinião.

Quando crianças e adolescentes são portadores de TOC, é importante que os pais trabalhem juntamente na escola com os professores, para ter certeza de que eles compreendem o transtorno. Como no caso de qualquer criança com alguma doença, os pais devem estabelecer limites coerentes e fazer com que a criança ou adolescente saiba exatamente o que se espera deles."
Veja o site da ASTOC

_____________________

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281 282 283 284 285 286 287 288 289 290 291 292 293 294 295 296 297 298 299 300 301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 311 312 313 314 315 316 317 318 319 320 321 322 323 324 325 326 327 328 329 330 331 332 333 334 335 336 337 338 339 340 341 342 343 344 345 346 347 348 349 350 351 352 353 354 355 356 357 358 359 360 361 362 363 364 365 366 367 368 369 370 371 372 373 374 375 376 377 378 379 380 381 382 383 384 385 386 387 388 389 390 391 392 393 394 395 396 397 398 399 400 401 402 403 404 405 406 407 408 409 410 411 412 413 414 415 416 417 418 419 420 421 422 423 424 425 426 427 428 429 430 431 432 433 434 435 436 437 438 439 440 441 442 443 444 445 446 447 448 449 450 451 452 453 454 455 456 457 458 459 460 461 462 463 464 465 466 467 468 469 470 471 472 473 474 475 476 477 478 479 480 481 482 483 484 485 486 487 488 489 490 491 492 493 494 495 496 497 498 499 500 501 502 503 504 505 506 507 508 509 510 511 512 513 514 515 516 517 518 519 520 521 522 523 524 525 526 527 528 529 530 531 532 533 534 535 536 537 538 539 540 541 542 543 544 545 546 547 548 549 550 551 552 553 554 555 556 557 558 559 560 561 562 563 564 565 566 567 568 569 570 571 572 573 574 575 576 577 578 579 580 581 582 583 584 585 586 587 588 589 590 591 592 593 594 595 596 597 598 599 600 601 602 603 604 605 606 607 608 609 610 611 612 613 614 615 616 617 618 619 620 621 622 623 624 625 626 627 628 629 630 631 632 633 634 635 636 637 638 639 640 641 642 643 644 645 646 647 648 649 650 651 652 653 654 655 656 657 658 659 660 661 662 663 664 665 666 667 668 669 670 671 672 673 674 675 676 677 678 679 680 681 682 683 684 685 686 687 688 689 690 691 692 693 694 695 696 697 698 699 700 701 702 703 704 705 706 707 708 709 710 711 712 713 714 715 716 717 718 719 720 721 722 723 724 725 726 727 728 729 730 731 732 733 734 735 736 737 738 739 740 741 742 743 744 745 746 747 748 749 750 751 752 753 754 755 756 757 758 759 760 761 762 763 764 765 766 767 768 769 770 771 772 773 774 775 776 777 778 779 780 781 782 783 784 785 786 787 788 789 790 791 792 793 794 795 796 797 798 799 800 801 802 803 804 805 806 807 808 809 810 811 812 813 814 815 816 817 818 819 820 821 822 823 824 825 826 827 828 829 830 831 832 833 834 835 836 837 838 839 840 841 842 843 844 845 846 847 848 849 850 851 852 853 854 855 856 857 858 859 860 861 862 863 864 865 866 867 868 869 870 871 872 873 874 875 876 877 878 879 880 881 882 883 884 885 886 887 888 889 890 891 892 893 894 895 896 897 898 899 900 901 902 903 904 905 906 907 908 909 910 911 912 913 914 915 916 917 918 919 920 921 922 923 924 925 926 927 928 929 930 931 932 933 934 935 936 937 938 939 940 941 942 943 944 945 946 947 948 949 950 951 952 953 954 955 956 957 958 959 960 961 962 963 964 965 966 967 968 969 970 971 972 973 974 975 976 977 978 979 980 981 982 983 984 985 986 987 988 989 990 991 992 993 994 995 996 997 998 999 1000 1001 1002 1003 1004 1005 1006 1007 1008 1009 1010 1011 1012 1013 1014 1015 1016 1017 1018 1019 1020 1021 1022 1023 1024 1025 1026 1027 1028 1029 1030 1031 1032 1033 1034 1035 1036 1037 1038 1039 1040 1041 1042 1043 1044 1045 1046 1047 1048 1049 1050 1051 1052 1053 1054 1055 1056 1057 1058 1059 1060 1061 1062 1063 1064 1065 1066 1067 1068 1069 1070 1071 1072 1073 1074 1075 1076 1077 1078 1079 1080 1081 1082 1083 1084 1085 1086 1087 1088 1089 1090 1091 1092 1093 1094 1095 1096 1097 1098 1099 1100 1101 1102 1103 1104 1105 1106 1107 1108 1109 1110 1111 1112 1113 1114 1115 1116 1117 1118 1119 1120 1121 1122 1123 1124 1125 1126 1127 1128 1129 1130 1131 1132 1133 1134 1135 1136 1137 1138 1139 1140 1141 1142 1143 1144 1145 1146 1147 1148 1149 1150 1151 1152 1153 1154 1155 1156 1157 1158 1159 1160 1161 1162 1163 1164 1165 1166 1167 1168 1169 1170 1171 1172 1173 1174 1175 1176 1177 1178 1179 1180 1181 1182 1183 1184 1185 1186 1187 1188 1189 1190 1191 1192 1193 1194 1195 1196 1197 1198 1199 1200 1201 1202 1203 1204 1205 1206 1207 1208 1209 1210 1211 1212 1213 1214 1215 1216 1217 1218 1219 1220 1221 1222 1223 1224 1225 1226 1227 1228 1229 1230 1231 1232 1233 1234 1235 1236 1237 1238 1239 1240 1241 1242 1243 1244 1245 1246 1247 1248 1249 1250 1251 1252 1253 1254 1255 1256 1257 1258 1259 1260 1261 1262 1263 1264 1265 1266 1267 1268 1269 1270 1271 1272 1273 1274 1275 1276 1277 1278 1279 1280 1281 1282 1283 1284 1285 1286 1287 1288 1289 1290 1291 1292 1293 1294 1295 1296 1297 1298 1299 1300 1301 1302 1303 1304 1305 1306 1307 1308 1309 1310 1311 1312 1313 1314 1315 1316 1317 1318 1319 1320 1321 1322 1323 1324 1325 1326 1327 1328 1329 1330 1331 1332 1333 1334 1335 1336 1337 1338 1339 1340 1341 1342 1343 1344 1345 1346 1347 1348 1349 1350 1351 1352 1353 1354 1355 1356 1357 1358 1359 1360 1361 1362 1363 1364 1365 1366 1367 1368 1369 1370 1371 1372 1373 1374 1375 1376 1377 1378 1379 1380 1381 1382 1383 1384 1385 1386 1387 1388 1389 1390 1391 1392 1393 1394 1395 1396 1397 1398 1399 1400 1401 1402 1403 1404 1405 1406 1407 1408 1409 1410 1411 1412 1413 1414 1415 1416 1417 1418 1419 1420 1421 1422 1423 1424 1425 1426 1427 1428 1429 1430 1431 1432 1433 1434 1435 1436 1437 1438 1439 1440 1441 1442 1443 1444 1445 1446 1447 1448 1449 1450 1451 1452 1453 1454 1455 1456 1457 1458 1459 1460 1461 1462 1463 1464 1465 1466 1467 1468 1469 1470 1471 1472 1473 1474 1475 1476 1477 1478 1479 1480 1481 1482 1483 1484 1485 1486 1487 1488 1489 1490 1491 1492 1493 1494 1495 1496 1497 1498 1499 1500 1501 1502 1503 1504 1505 1506 1507 1508 1509 1510 1511 1512 1513 1514 1515 1516 1517 1518 1519 1520 1521 1522 1523 1524 1525 1526 1527 1528 1529 1530 1531 1532 1533 1534 1535 1536 1537 1538 1539 1540 1541 1542 1543 1544 1545 1546 1547 1548 1549 1550 1551 1552 1553 1554 1555 1556 1557 1558 1559 1560 1561 1562 1563 1564 1565 1566 1567 1568 1569 1570 1571 1572 1573 1574 1575 1576 1577 1578 1579 1580 1581 1582 1583 1584 1585 1586 1587 1588 1589 1590 1591 1592 1593 1594 1595 1596 1597 1598 1599 1600 1601 1602 1603 1604 1605 1606 1607 1608 1609 1610 1611 1612 1613 1614 1615 1616 1617 1618 1619 1620 1621 1622 1623 1624 1625 1626 1627 1628 1629 1630 1631 1632 1633 1634 1635 1636 1637 1638 1639 1640 1641 1642 1643 1644 1645 1646 1647 1648 1649 1650 1651 1652 1653 1654 1655 1656 1657 1658 1659 1660 1661 1662 1663 1664 1665 1666 1667 1668 1669 1670 1671 1672 1673 1674 1675 1676 1677 1678 1679 1680 1681 1682 1683 1684 1685 1686 1687 1688 1689 1690 1691 1692 1693 1694 1695 1696 1697 1698 1699 1700 1701 1702 1703 1704 1705 1706 1707 1708 1709 1710 1711 1712 1713 1714 1715 1716 1717 1718 1719 1720 1721 1722 1723 1724 1725 1726 1727 1728 1729 1730 1731 1732 1733 1734 1735 1736 1737 1738 1739 1740 1741 1742 1743 1744 1745 1746 1747 1748 1749 1750 1751 1752 1753 1754 1755 1756 1757 1758 1759 1760 1761 1762 1763 1764 1765 1766 1767 1768 1769 1770 1771 1772 1773 1774 1775 1776 1777 1778 1779 1780 1781 1782 1783 1784 1785 1786 1787 1788 1789 1790 1791 1792 1793 1794 1795 1796 1797 1798 1799 1800 1801 1802 1803 1804 1805 1806 1807 1808 1809 1810 1811 1812 1813 1814 1815 1816 1817 1818 1819 1820 1821 1822 1823 1824 1825 1826 1827 1828 1829 1830 1831 1832 1833 1834 1835 1836 1837 1838 1839 1840 1841 1842 1843 1844 1845 1846 1847 1848 1849 1850 1851 1852 1853 1854 1855 1856 1857 1858 1859 1860 1861 1862 1863 1864 1865 1866 1867 1868 1869 1870 1871 1872 1873 1874 1875 1876 1877 1878 1879 1880 1881 1882 1883 1884 1885 1886 1887 1888 1889 1890 1891 1892 1893 1894 1895 1896 1897 1898 1899 1900 1901 1902 1903 1904 1905 1906 1907 1908 1909 1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925 1926 1927 1928 1929 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 2024 2025 2026 2027 2028 2029 2030 2031 2032 2033 2034 2035 2036 2037 2038 2039 2040 2041 2042 2043 2044 2045 2046 2047 2048 2049 2050 2051 2052 2053 2054 2055 2056 2057 2058 2059 2060 2061 2062 2063 2064 2065 2066 2067 2068 2069 2070 2071 2072 2073 2074 2075 2076 2077 2078 2079 2080 2081 2082 2083 2084 2085 2086 2087 2088 2089 2090 2091 2092 2093 2094 2095 2096 2097 2098 2099 2100 2101 2102 2103 2104 2105 2106 2107 2108 2109 2110 2111 2112 2113 2114 2115 2116 2117 2118 2119 2120 2121 2122 2123 2124 2125 2126 2127 2128 2129 2130 2131 2132 2133 2134 2135 2136 2137 2138 2139 2140 2141 2142 2143 2144 2145 2146 2147 2148 2149 2150 2151 2152 2153 2154 2155 2156 2157 2158 2159 2160 2161 2162 2163 2164 2165 2166 2167 2168 2169 2170 2171 2172 2173 2174 2175 2176 2177 2178 2179 2180 2181 2182 2183 2184 2185 2186 2187 2188 2189 2190 2191 2192 2193 2194 2195 2196 2197 2198 2199 2200 2201 2202 2203 2204 2205 2206 2207 2208 2209 2210 2211 2212 2213 2214 2215 2216 2217 2218 2219 2220 2221 2222 2223 2224 2225 2226 2227 2228 2229 2230 2231 2232 2233 2234 2235 2236 2237 2238 2239 2240 2241 2242 2243 2244 2245 2246 2247 2248 2249 2250 2251 2252 2253 2254 2255 2256 2257 2258 2259 2260 2261 2262 2263 2264 2265 2266 2267 2268 2269 2270 2271 2272 2273 2274 2275 2276 2277 2278 2279 2280 2281 2282 2283 2284 2285 2286 2287 2288 2289 2290 2291 2292 2293 2294 2295 2296 2297 2298 2299 2300 2301 2302 2303 2304 2305 2306 2307 2308 2309 2310 2311 2312 2313 2314 2315 2316 2317 2318 2319 2320 2321 2322 2323 2324 2325 2326 2327 2328 2329 2330 2331 2332 2333 2334 2335 2336 2337 2338 2339 2340 2341 2342 2343 2344 2345 2346 2347 2348 2349 2350 2351 2352 2353 2354 2355 2356 2357 2358 2359 2360 2361 2362 2363 2364 2365 2366 2367 2368 2369 2370 2371 2372 2373 2374 2375 2376 2377 2378 2379 2380 2381 2382 2383 2384 2385 2386 2387 2388 2389 2390 2391 2392 2393 2394 2395 2396 2397 2398 2399 2400 2401 2402 2403 2404 2405 2406 2407 2408 2409 2410 2411 2412 2413 2414 2415 2416 2417 2418 2419 2420 2421 2422 2423 2424 2425 2426 2427 2428 2429 2430 2431 2432 2433 2434 2435 2436 2437 2438 2439 2440 2441 2442 2443 2444 2445 2446 2447 2448 2449 2450 2451 2452 2453 2454 2455 2456 2457 2458 2459 2460 2461 2462 2463 2464 2465 2466 2467 2468 2469 2470 2471 2472 2473 2474 2475 2476 2477 2478 2479 2480 2481 2482 2483 2484 2485 2486 2487 2488 2489 2490 2491 2492 2493 2494 2495 2496 2497 2498 2499 2500 2501 2502 2503 2504 2505 2506 2507 2508 2509 2510 2511 2512 2513 2514 2515 2516 2517 2518 2519 2520 2521 2522 2523 2524 2525 2526 2527 2528 2529 2530 2531 2532 2533 2534 2535 2536 2537 2538 2539 2540 2541 2542 2543 2544 2545 2546 2547 2548 2549 2550 2551 2552 2553 2554 2555 2556 2557 2558 2559 2560 2561 2562 2563 2564 2565 2566 2567 2568 2569 2570 2571 2572 2573 2574 2575 2576 2577 2578 2579 2580 2581 2582 2583 2584 2585 2586 2587 2588 2589 2590 2591 2592 2593 2594 2595 2596 2597 2598 2599 2600 2601 2602 2603 2604 2605 2606 2607 2608 2609 2610 2611 2612 2613 2614 2615 2616 2617 2618 2619 2620 2621 2622 2623 2624 2625 2626 2627 2628 2629 2630 2631 2632 2633 2634 2635 2636 2637 2638 2639 2640 2641 2642 2643 2644 2645 2646 2647 2648 2649 2650 2651 2652 2653 2654 2655 2656 2657 2658 2659 2660 2661 2662 2663 2664 2665 2666 2667 2668 2669 2670 2671 2672 2673 2674 2675 2676 2677 2678 2679 2680 2681 2682 2683 2684 2685 2686 2687 2688 2689 2690 2691 2692 2693 2694 2695 2696 2697 2698 2699 2700 2701 2702 2703 2704 2705 2706 2707 2708 2709 2710 2711 2712 2713 2714 2715 2716 2717 2718 2719 2720 2721 2722 2723 2724 2725 2726 2727 2728 2729 2730 2731 2732 2733 2734 2735 2736 2737 2738 2739 2740 2741 2742 2743 2744 2745 2746 2747 2748 2749 2750 2751 2752 2753 2754 2755 2756 2757 2758 2759 2760 2761 2762 2763 2764 2765 2766 2767 2768 2769 2770 2771 2772 2773 2774 2775 2776 2777 2778 2779 2780 2781 2782 2783 2784 2785 2786 2787 2788 2789 2790 2791 2792 2793 2794 2795 2796 2797 2798 2799 2800 2801 2802 2803 2804 2805 2806 2807 2808 2809 2810 2811 2812 2813 2814 2815 2816 2817 2818 2819 2820 2821 2822 2823 2824 2825 2826 2827 2828 2829 2830 2831 2832 2833 2834 2835 2836 2837 2838 2839 2840 2841 2842 2843 2844 2845 2846 2847 2848 2849 2850 2851 2852 2853 2854 2855 2856 2857 2858 2859 2860 2861 2862 2863 2864 2865 2866 2867 2868 2869 2870 2871 2872 2873 2874 2875 2876 2877 2878 2879 2880 2881 2882 2883 2884 2885 2886 2887 2888 2889 2890 2891 2892 2893 2894 2895 2896 2897 2898 2899 2900 2901 2902 2903 2904 2905 2906 2907 2908 2909 2910 2911 2912 2913 2914 2915 2916 2917 2918 2919 2920 2921 2922 2923 2924 2925 2926 2927 2928 2929